Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Soares critica défice de presidência

O ex-presidente da República Mário Soares afirmou, na quinta-feira à noite, durante a apresentação de um livro do ex-presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso, existir um "défice de presidência" em Portugal em resultado do corporativismo.
13 de Outubro de 2006 às 11:10
Soares, que comentava o livro "A Arte da Política - A História que Vivi", recordou "uma frase emblemática que era aplicável hoje aqui ao lado: “o défice da presidência tem um amigo oculto: o corporativismo”. O antigo chefe de Estado português considerou que sem o corporativismo e sem as corporações "o défice da presidência" teria uma solução mais fácil.
Lançando algumas críticas ao actual Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, Mário Soares salientou que "o que comanda não é a economia, o que comanda mesmo em pleno neo-liberalismo é a política".
Referindo-se depois sobre a actualidade do Brasil, Soares considerou que o actual chefe de Estado Lula da Silva está em boas condições para ser reeleito, uma vez que foi um "bom presidente".
Ver comentários