Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Sobrinho de Isaltino mente em tribunal

O Tribunal de Sintra, onde esta manhã teve lugar mais uma sessão do julgamento do “caso Isaltino”, vai iniciar um processo crime contra o sobrinho do autarca de Oeiras por falsas declarações. Leandro Alves, que depôs a partir da Suíça por videoconferência, garantiu ao procurador do Ministério Público que nunca foi toxicodependente quando há escutas telefónicas que o comprovam o contrário.
17 de Junho de 2009 às 14:22
Isaltino Morais
Isaltino Morais FOTO: Manuel Moreira

Visivelmente irritado, o magistrado Luís Eloy reagiu às declarações de Leandro Alves com a leitura de excertos de uma conversa telefónica entre Isaltino Morais e o sobrinho, onde o autarca refere: “Gastaste em seis meses o que juntei em dez anos (...) Não te vou dar mais dinheiro para droga”. No final do testemunho, o tribunal comunicou que vai iniciar um processo crime por falsas declarações contra Leandro Alves. A cena repetiu-se quando a sua mulher, Casimira Alves, também negou a dependência de drogas por parte do marido, alegando que o seu internamento se deveu a uma depressão. A cabeleireira também vai ser alvo de um processo crime por falsas declarações.

No final da sessão, interrompida para almoço, Isaltino Morais recusou que o sobrinho tivesse alguma vez sido toxicodependente.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)