Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Sócrates acusado de rasgar promessa eleitoral

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, afirmou esta quarta-feira em Setúbal que a decisão do Governo de ratificar o Tratado de Lisboa na Assembleia da República “é o rasgar de mais uma promessa” eleitoral do PS.
9 de Janeiro de 2008 às 17:17
“Não lembrava ao diabo o argumento do primeiro-ministro, de dizer que – contrariando até aquilo que tinha dito anteriormente –, afinal não é bem um Tratado idêntico àquele que foi derrotado pelos povos de França e da Holanda”, disse Jerónimo de Sousa.
O líder do PCP, que defende a realização de um referendo, falava aos jornalistas depois de participar numa acção de solidariedade para com 209 trabalhadores da Gestnave, que estão sob ameaça de desemprego.
“É uma grande mistificação, é uma justificação inaceitável e insustentável”, disse Jerónimo de Sousa, acrescentando que “a questão do método tem alguma importância política, porque é mais uma promessa rasgada, tal como fez (o primeiro-ministro) em relação aos impostos, ao emprego, reformas e pensões e código do trabalho”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)