Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

CCDRC defende obras do ramal da Lousã com fundos europeus

As soluções tecnológicas para as obras do ramal ferroviário podem ser diferentes do projeto metro Mondego.
Lusa 16 de Novembro de 2014 às 07:00
Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa
Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa FOTO: LUSA

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) defende a conclusão das obras do ramal ferroviário da Lousã com fundos europeus, o que pode implicar uma solução tecnológica diferente da prevista no projeto do metro.

Em entrevista à agência Lusa, a presidente da CCDRC, Ana Abrunhosa, disse que "é prioritário repor o serviço" público de transporte entre Lousã, Miranda do Corvo e Coimbra, interrompido em 2009, devendo a intervenção na sede de distrito avançar noutra fase.

Como as populações do interior "não têm alternativa de mobilidade", a conclusão das obras do Ramal da Lousã "é uma questão de justiça social", afirmou.

Ver comentários