Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Soluções para aumento dos combustíveis

O constante aumento dos combustíveis está a pôr os “nervos em franja” aos governos europeus, a braços com constantes manifestações de desagrado por parte dos consumidores. Diversos países estão a implementar diversas ajudas aos sectores que dependem mais directamente dos produtos petrolíferos, mais concretamente os sectores dos transportes e da Agricultura.
13 de Setembro de 2005 às 17:09
No Reino Unido, a escalada dos preços está a preocupar os retalhistas que receiam que os camionistas bloqueiam as estradas tal como aconteceu em 2000. O ministro das Finanças britânico, Gordon Brown, solicitou à OPEP (Organização de Países Exportadores de Petróleo), o aumento da produção diária de barris de crude de forma a baixar os preços.
O presidente francês, Jacques Chirac pediu às gasolineiras que diminuam os preços dos combustíveis. O primeiro-ministro gaulês, Dominique de Villepin, anunciou esta terça-feira uma redução nos impostos dos agricultores, um dia depois dos protestos no norte da França.
Na Alemanha, e as poucos dias da eleições, o chanceler alemão, Gerhard Schroeder, manifestou-se bastante preocupado com o aumento dos combustíveis.
Polónia, Hungria estão a ponderar reduzir o imposto sobre os combustíveis de forma a “estancar” o crescente descontentamento a nível interno.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)