Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Supremo dos EUA anula condenação à morte de negro por "seleção racista" do júri

Lusa 23 de Maio de 2016 às 16:50

O Supremo Tribunal norte-americano anulou hoje a condenação à morte de um cidadão negro, em 1987, decidida por unanimidade por 12 jurados brancos, considerando que houve seleção racista do júri.

Timothy Foster foi julgado e condenado à morte no estado da Geórgia (sul dos Estados Unidos) após ter sido considerado culpado do homicídio de uma mulher branca, em 1987.

A decisão do Supremo Tribunal foi adotada hoje com o voto favorável de sete dos oito juízes. Os magistrados consideraram que houve contornos racistas na seleção do júri da altura, o que pode vir a ter um grande valor judicial por causa da forma como o Direito norte-americano suporta as suas alegações com a jurisdição das instâncias superiores.