Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Suspeito de atentado em sinagoga nos EUA deixou manifesto anti-semita

Tiroteio em Sinagoga fez um morto nos Estados Unidos. Suspeito já foi detido.
Lusa 28 de Abril de 2019 às 05:12
Polícia de San Diego detém suspeito de tiroteio em sinagoga
Polícia de San Diego detém suspeito de tiroteio em sinagoga FOTO: Twitter

O presumível autor do atentado de sábado numa sinagoga perto de San Diego, EUA, escreveu um manifesto anti-semita nas redes sociais e reconheceu ter-se inspirado no massacre de 15 de março na Nova Zelândia.

O tiroteio numa sinagoga na cidade norte-americana de Poway, a 30 quilómetros a norte de San Diego, fez um morto e três feridos.

O autarca de Poway, Steve Vaus, indicou que tudo indicava tratar-se de um "crime de ódio", uma designação partilhada pelo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, dadas as declarações do autor do tiroteio ao entrar na sinagoga.

San Diego EUA Nova Zelândia Steve Vaus Poway Donald Trump Presidente dos Estados Unidos religião
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)