Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

"Se fosse primeiro-ministro, o ministro da Defesa já teria saído do Governo", diz Rui Rio

Presidente do PSD afirma que Azeredo ficou "fragilizado politicamente" com o caso do reaparecimento das armas de Tancos.
Lusa 12 de Outubro de 2018 às 13:10
Rui Rio, presidente do PSD
Azeredo Lopes
Primeiro Ministro António Costa e Azeredo Lopes
Rui Rio, presidente do PSD
Rui Rio
Rui Rio, presidente do PSD
Azeredo Lopes
Primeiro Ministro António Costa e Azeredo Lopes
Rui Rio, presidente do PSD
Rui Rio
Rui Rio, presidente do PSD
Azeredo Lopes
Primeiro Ministro António Costa e Azeredo Lopes
Rui Rio, presidente do PSD
Rui Rio

O presidente do PSD, Rui Rio, disse esta sexta-feira que, se fosse primeiro-ministro, o ministro da Defesa, José Azeredo Lopes, já teria saído do Governo, porque ficou "fragilizado politicamente" com o caso do reaparecimento das armas de Tancos.

Em declarações aos jornalistas em Trancoso, Rui Rio frisou que "cabe ao primeiro-ministro dizer se o ministro da Defesa pode ou não, deve ou não, continuar".

Mas, se fosse primeiro-ministro, Rui Rio "não tolerava uma situação destas", por a considerar "absolutamente insustentável" por vários motivos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)