Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Tillerson diz a Rússia que tem de escolher entre EUA e Assad

EUA não veem qualquer papel futuro para Bashar al-Assad na Síria.
Lusa 11 de Abril de 2017 às 11:52
Rex Tillerson, chefe da diplomacia norte-americana
Rex Tillerson
Rex Tillerson é o novo secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson é o novo secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson é o novo secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson é o novo secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson, secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson, o secretário de Estado norte-americano
Rex Tillerson, chefe da diplomacia norte-americana
Rex Tillerson
Rex Tillerson é o novo secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson é o novo secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson é o novo secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson é o novo secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson, secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson, o secretário de Estado norte-americano
Rex Tillerson, chefe da diplomacia norte-americana
Rex Tillerson
Rex Tillerson é o novo secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson é o novo secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson é o novo secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson é o novo secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson, secretário de Estado dos EUA
Rex Tillerson, o secretário de Estado norte-americano

O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, disse esta terça-feira que a Rússia tem de escolher entre estar ao lado dos EUA e aliados ou apoiar o presidente sírio, Bashar al-Assad, o Irão e o Hezbollah.

O chefe da diplomacia de Donald Trump, que falava à margem do encontro de ministros do G-7 em Lucca, na região italiana da Toscânia, considerou não ser claro se a Rússia não assumiu as suas obrigações em relação à Síria ou se não foi capaz de o fazer, mas acrescentou que "isso não interessa muito aos mortos".

Sobre o ataque do exército sírio com armas químicas da semana passada, que fez 86 mortos e desencadeou uma operação militar dos Estados Unidos contra uma base aérea do regime, Tillerson afirmou: "Não podemos deixar que volte a acontecer".

O secretário de Estado afirmou que os EUA não veem qualquer papel futuro para Bashar al-Assad na Síria.

Tillerson vai realizar hoje a sua primeira visita a Moscovo.

Ver comentários