Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Protesto contra a privatização dos transportes

Marcha entre o Largo de Camões e a AR.
Lusa 21 de Maio de 2015 às 14:16

"Ainda podemos ganhar esta batalha", afirmou à Lusa o secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos
'Ainda podemos ganhar esta batalha', afirmou à Lusa o secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos FOTO: Miguel A. Lopes/Lusa

Dezenas de trabalhadores e sindicalistas protestaram esta quinta-feira em Lisboa contra a privatização dos transportes, fazendo uma marcha entre o Largo de Camões e a Assembleia da República, e gritando palavras de ordem a pedir a demissão do Governo.


A marcha foi a forma de protesto escolhida contra a liquidação/privatização da TAP, da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário e da CP-Carga, contra a subconcessão/privatização do Metropolitano de Lisboa, Carris, Transtejo, Soflusa, STCP [Sociedade de Transportes Coletivos do Porto] e Metro do Porto, contra a entrega a privados dos serviços lucrativos da CP e a destruição da Refer [gestora da estrutura ferroviária] na fusão com as Estradas de Portugal, dizem as entidades organizadoras.


"Ainda podemos ganhar esta batalha", afirmou à Lusa o secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, deixando ainda um aviso: "O governo que não pense que depois desta manifestação as coisas vão acalmar. Os trabalhadores dos transportes não vão parar de lutar para defender as empresas que são de todos".

Largo de Camões Assembleia da República protesto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)