Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Três greves gerais e centenas de lutas marcaram 1.º mandato de Arménio Carlos na CGTP

Lusa 23 de Fevereiro de 2016 às 05:00

O primeiro mandato de Arménio Carlos enquanto secretário-geral da CGTP, que agora termina, ficou marcado por centenas de ações de luta, gerais e setoriais, e por três greves gerais.

Na liderança da CGTP desde janeiro de 2012, Arménio Carlos marcou o início do seu mandato à frente da Central com duas greves gerais nesse ano, durante o governo de direita do PSD/CDS e numa altura em que o país estava sob assistência financeira e fortes medidas de austeridade.

A primeira greve geral, a 22 de março, culminou com uma concentração de ativistas junto à Assembleia da República, em Lisboa, "contra o pacote de exploração e empobrecimento".

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)