Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Tribunal indeferiu providência da Quercus sobre a navegabilidade no Tejo

Responsável da associação ambientalista já recorreu.
23 de Junho de 2014 às 16:30

O Supremo Tribunal Administrativo de Lisboa indeferiu a providência cautelar interposta pela associação ambientalista Quercus para impedir a navegabilidade durante todo o ano no Parque Natural do Tejo Internacional (PNTI).

"Fomos notificados do indeferimento por, em linhas gerais, se entender que o licenciamento está sempre dependente de um ato administrativo e que é esse ato do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), que aprova o licenciamento, que deve ser impugnado", disse esta segunda-feira à agência Lusa Samuel Infante.

O responsável da Quercus explicou que a associação ambientalista "não concorda com esta interpretação [do Tribunal] e já recorreu".

quercus navegabilidade tejo
Ver comentários