Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Tribunal sueco decide anulação do pedido de extradição de Julian Assange

Se o mandado de busca for anulado, o australiano de 43 anos poderá sair da embaixada do Equador em Londres, onde se encontra refugiado há dois anos.
16 de Julho de 2014 às 17:30

Um tribunal de Estocolmo iniciou esta quarta-feira audiências para decidir sobre a anulação ou não do mandado de busca contra o fundador da rede WikiLeaks, Julian Assange, acusado de agressões sexuais na Suécia.

A anulação do mandado de busca pode permitir ao australiano de 43 anos sair definitivamente da embaixada do Equador em Londres, onde se encontra há dois anos sem esperança de evitar a extradição para a Suécia.

Os procuradores pediram que a ordem de prisão seja mantida, de acordo com a agência de notícias sueca TT. O advogado de Assange, Thomas Olsson, pediu que a ordem seja anulada e com efeito imediato, de acordo com as fontes citadas pela mesma agência, que acompanha a sessão do julgamento que decorre à porta fechada.

Internacional tribunal sueco decide anulação pedido extradição Julian Assange
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)