Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Tunísia contra a destruição de embarcações no Mediterrâneo

Para o primeiro-ministro tunisino a destruição não resolve o problema.
29 de Maio de 2015 às 16:05
Chefe do Governo tunisino está em Lisboa à margem da III Cimeira Luso-Tunisina
Chefe do Governo tunisino está em Lisboa à margem da III Cimeira Luso-Tunisina FOTO: António Cotrim/Lusa

A Tunísia está contra a decisão europeia de destruir as embarcações que transportam migrantes para a Europa através do Mediterrâneo, uma "solução improvisada" que não resolve "o problema fundamental", afirmou esta sexta-feira em Lisboa o primeiro-ministro tunisino, Habib Essid.

"A posição da Tunísia é muito clara sobre isso: há outras coisas a fazer antes, a destruição de embarcações não vai funcionar", disse o chefe do Governo tunisino na conferência de imprensa que se seguiu à III Cimeira Luso-Tunisina.

"As embarcações estão lá, podem destruir-se as embarcações de um lado, que haverá embarcações de outro lado. E uma intervenção desse tipo é considerada pela Tunísia como uma intervenção quase militar", acrescentou.

Ver comentários