Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

UE exorta Pequim a "libertar imediatamente" livreiro de Hong Kong

Lusa 24 de Janeiro de 2018 às 06:09

A União Europeia (UE) exortou hoje Pequim para que "liberte "imediatamente" o dono de uma livraria de Hong Kong Gui Minhai, que vende obras críticas do regime chinês, novamente detido na semana passada na China.

"Esperamos que as autoridades chinesas libertem imediatamente Gui Minhai, lhe permitam encontrar-se com a sua família, e receber apoio consular e ajuda médica", insistiu o embaixador da UE Hans Dietmar Schweisgut, numa conferência de imprensa na capital chinesa.

Gui Minhai, que tem dupla nacionalidade, chinesa e sueca, seguia num comboio com dois diplomatas suecos, no sábado passado, quando foi detido por polícias chineses, em Pequim, segundo avançou a filha, Angela Gui, à emissora pública Rádio Sweden.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)