Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

UE revê crescimento em baixa

A Comissão Europeia reviu esta quarta-feira em baixa as previsões do crescimento económico para 2008, estimado agora em 1,4 por cento na União Europeia (UE) e em 1,3 por cento na Zona Euro.
10 de Setembro de 2008 às 10:18
UE revê crescimento em baixa

As previsões intercalares divulgadas por Bruxelas representam uma redução de 0,5 por cento em relação às Previsões Económicas da Primavera.

O executivo comunitário antecipa ainda uma subida da taxa de inflação no ano corrente para 3,8 por cento (mais duas décimas do que a precisão da Primavera) na UE e de 3,6 por cento (mais cinco décimas) na Zona Euro.

A actualização intercalar baseia-se na evolução verificado em sete Estados-membros – Alemanha, França, Itália, Reino Unido, Holanda e Polónia -, que representam cerca de 80 por cento do PIB nominal da UE e 85 por cento na Zona Euro.

O comissário europeu responsável pelos Assuntos Económicos e Monetários, Joaquin Almunia, considerou que os principais riscos de descida do crescimento europeu identificados nas Previsões da Primavera já se materializaram: “o agravamento da crise nos mercados financeiros, a subida dos preços de base e o impacto de vários mercados de habitação a propagarem-se”.

Para o responsável europeu, “avançar com a agenda europeia de reformas é crucial para continuar a criação de empregos e enfrentar com sucesso os choques externos”.

ZONA EURO EM ESTAGNAÇÃO

De acordo com as previsões de Bruxelas, a Zona Euro deverá entrar em período de estagnação do seu crescimento no terceiro trimestre do ano, face ao anterior. A UE prevê um crescimento de 01, por cento no quarto trimestre, após um recuo de 0,2 por cento no segundo.

Alemanha, Reino Unido e Espanha são os países que estão já em recessão técnica, com recuos no crescimento nos terceiro e quatro trimestres de 2008.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)