Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Ulrich diz que tensões políticas entre Portugal e Angola não afetam negócio do banco

Lusa 28 de Outubro de 2015 às 19:57

O presidente do Banco BPI, Fernando Ulrich, garantiu hoje que as relações entre Portugal e Angola, mesmo nos momentos mais tensos, nunca afetaram o Banco de Fomento Angola (BFA), que é controlado pela entidade portuguesa.

"Não vou fazer nenhum comentário sobre esses temas. O que posso dizer é que, na experiência que temos tido -- sou presidente do Conselho de Administração do BFA desde 2004 -- e desde essa altura até hoje, o que tem acontecido ao nível do BPI nunca foi afetado por um plano mais geral, ou mais macro, naquilo que são as relações entre Portugal e Angola", afirmou.

O líder do BPI tinha sido questionado sobre os ativistas detidos em Angola, cujo rosto mais visível é Luaty Beirão, e as declarações feitas por altos responsáveis angolanos que acusaram Portugal de ingerência nos assuntos internos daquele país africano, mas afastou o que é matéria política e o que é negócio.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)