Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Usar programa de faturação iECR volta a ser considerado ilegal - Finanças

16 de Maio de 2014 às 13:15

O programa de faturação iECR, suspeito de utilização fraudulenta, não pode ser utilizado pelos comerciantes depois de o Governo ter invocado o interesse público junto do tribunal, terminando com a suspensão da providência cautelar, informou hoje o Ministério das Finanças.

As faturas emitidas por aquele programa são novamente consideradas ilegais, e passíveis de coima, depois de o Tribunal ter aceitado os argumentos da resolução fundamentada (baseada no interesse público) entregue pelo Ministério das Finanças em resposta a uma providência cautelar da empresa que desenvolveu o programa, a Time Return.

O programa informático iECR - para gestão e faturação de bares, restaurantes, hotéis, farmácias ou supermercados -- foi revogado há três semanas por despacho do secretário de Estado das Finanças, Paulo Núncio, mas esta revogação acabou por perder efeito quando a empresa interpôs a providência cautelar, a 24 de abril.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)