Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Valentim prevê vitória por 15-0

Valentim Loureiro, arguido do processo ‘Apito Dourado’, manifestou-se esta terça-feira confiante numa vitória por “15-0”, relativamente às acusações que pendem sobre si.
12 de Fevereiro de 2008 às 17:13
À entrada para o Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Porto, onde participou no debate instrutório do processo relativo ao jogo Boavista FC-Estrela da Amadora, Valentim Loureiro foi questionado se a alegada vitória não seria de menor expressão, uma vez que já está a ser julgado em Gondomar por alegado favorecimento ao clube local e respondeu de forma peremptória: “Isso não vale nada. Não me provoquem”.
“Naturalmente que isto me faz perder tempo, mas vai contribuir para uma justiça mais séria. Quando acabar aqui vai começar noutro lado. Eu não vou ficar parado”, afirmou, sem concretizar o que pretende fazer.
Por seu turno, o seu advogado, Amílcar Fernandes, defendeu que a acusação é “um equívoco” e manifestou a convicção de que o seu cliente não será levado a julgamento.
“Sem a necessidade de recorrer a argumentos formais, como a questão das escutas ou a da inconstitucionalidade do diploma que à data punia a corrupção desportiva, embora esses argumentos sejam invocados, há factos que denotam que a acusação é um equívoco”, justificou o causídico.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)