Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Vaticano denuncia auto-ordenação de bispos na China

Lusa 8 de Novembro de 2016 às 04:14

O Vaticano denunciou na segunda-feira a auto-ordenação de um bispo pela chamada igreja "clandestina" da China, sem aprovação do papa, numa altura em que a Santa Sé tenta uma reconciliação com Pequim.

A China e o Vaticano não têm relações diplomáticas desde 1951.

Por outro lado, dezenas de milhões de chineses católicos estão ligados a igrejas constituídas fora do controlo da Associação Patriótica dos Católicos Chineses, um organismo estatal. Nos últimos anos, alguns bispos daquelas igrejas foram nomeados pelo Vaticano, mas não são reconhecidos por Pequim.