Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Colômbia diz que recebeu mais de 100 militares e polícias que desertaram

Elementos das forças armadas da Venezuela fugiram da ditadura de Nicolàs Maduro.
Lusa 24 de Fevereiro de 2019 às 17:38
Nicolàs Maduro
Crise na Venezuela
Manifestantes venezuelanos em confrontos com membros do Exército junto à fronteira com o Brasil
Manifestantes venezuelanos em confrontos com membros do Exército junto à fronteira com o Brasil
Manifestantes venezuelanos em confrontos com membros do Exército junto à fronteira com o Brasil
Nicolàs Maduro
Crise na Venezuela
Manifestantes venezuelanos em confrontos com membros do Exército junto à fronteira com o Brasil
Manifestantes venezuelanos em confrontos com membros do Exército junto à fronteira com o Brasil
Manifestantes venezuelanos em confrontos com membros do Exército junto à fronteira com o Brasil
Nicolàs Maduro
Crise na Venezuela
Manifestantes venezuelanos em confrontos com membros do Exército junto à fronteira com o Brasil
Manifestantes venezuelanos em confrontos com membros do Exército junto à fronteira com o Brasil
Manifestantes venezuelanos em confrontos com membros do Exército junto à fronteira com o Brasil

Mais de uma centena de elementos das forças armadas e de segurança da Venezuela desertaram entre sábado e domingo e procuraram refúgio na Colômbia, de acordo com informações do Serviço de Migrações colombiano, citadas pela France Press.

"Até agora, o Serviço de Migrações da Colômbia recebeu mais de 100 elementos das forças armadas da Venezuela, que saíram do país fugindo da ditadura de [Nicolás] Maduro", referiu este domingo aquele organismo em comunicado.

O número de deserções entre os militares e forças de segurança da Venezuela intensificou-se nas últimas horas, na sequência da escalada de tensão em torno da entrada de ajuda humanitária no país.

Venezuela Colômbia France Press Maduro Serviço de Migrações da Colômbia Nicolás
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)