Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Violado cessar-fogo no Médio Oriente

O cessar-fogo acordado entre Israel e os grupos armados palestinianos, que entrou em vigor este domingo às 06h00 locais (04h00 em Lisboa), foi violado duas vezes por grupos palestinianos, anunciou a rádio pública israelita, uma informação entretanto confirmada pelo governo. O primeiro-ministro israelita ordenou ao Exército para "manter a contenção", afirmando que é necessário "ser pacientes e dar uma oportunidade" ao cessar-fogo. O presidente palestiniano, Mahmoud Abbas, condenou esta tarde as violações do acordo.
26 de Novembro de 2006 às 15:25
Nas primeiras duas horas após o início do cessar-fogo, as Brigadas Ezzedine al-Qassam, braço armado do Hamas, reivindicaram o disparo de três mísseis artesanais contra território israelita. Também o braço armado da Jihad islâmica anunciou ter lançado foguetes sobre a cidade israelita de Sderot.
Do lado israelita, as forças estacionadas em Gaza foram retiradas antes do início do cessar das hostilidades.
A reacção israelita foi imediata. Amir Peretz, ministro da Defesa, avisou que Israel recomeçará as suas operações militares na Faixa de Gaza se os disparos palestinianos não cessarem. A porta-voz do governo israelita, Miri Eisin, afirmou que "se há facções palestinianas que não estão abrangidas pelo acordo de cessar-fogo e que é difícil ver como vai ser possível mantê-lo".
O porta-voz do Hamas, Ghazi Hamad, já condenou os ataques contra o território israelita.
OLMERT ORDENA 'CONTENÇÃO'
O primeiro-ministro israelita, Ehud Olmert, afirmou esta tarde ter ordenado ao Exército para “manter a contenção nos próximos dias” e não reagir aos ataques palestinianos que violam o cessar-fogo acordado ontem.
O líder israelita afirmou ser necessário “dar uma oportunidade” ao acordo estabelecido com as facções palestinianas, mas admitiu ter consciência da possibilidade“ de o cessar-fogo não vir a ser aplicado completamente e que possam ocorrer mais violações”.
Olmert adiantou ainda acreditar que um cessar-fogo“ bem sucedido “poderá contribuir para a libertação rápida de Gilat Shalit”, o soldado israelita capturado em finais de Junho por grupos armados palestinianos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)