Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Violência até ao referendo

George W. Bush afirmou esta terça-feira que a violência no Iraque se vai manter até ao referendo sobre a nova Constituição iraquiana, que tem lugar no próximo fim-de-semana. Contudo, o presidente norte-americano espera que o maior número de iraquianos exerça o seu direito de voto, apesar do medo instaurado por inúmeros ataques terroristas.
11 de Outubro de 2005 às 15:00
Em entrevista à estação televisiva NBS durante a visita à Louisiana - região afectada pelo furacão Katrina-, Bush reconheceu que aqueles que se opõem à introdução de um regime democrático no Iraque vão tornar-se mais violentos até ao próximo sábado. “Espero violência uma vez que há grupos de terroristas e assassinos que querem acabar com o avanço da democracia no Iraque”, afirmou o líder norte-americano.
Já esta terça-feira duas bombas mataram pelo menos 29 pessoas nas cidades de Tal Afar (Norte) e Bagdad, a apenas quatro dias do referendo sobre a nova Constituição que está a dividir as principais comunidades do país.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)