Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Violência doméstica: Oposição pede mais combate, Governo critica oportunismo

Bloco de Esquerda acusado de oportunismo
8 de Julho de 2014 às 13:11

A oposição pediu hoje mais prevenção e combate à violência doméstica e de género, salientando o papel da austeridade para o aumento do fenómeno, mas Governo e maioria condenaram a oportunidade do debate, acusando o BE de oportunismo.

No debate de urgência no Parlamento solicitado por bloquistas, a secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade, Teresa Morais, garantiu que o executivo da maioria PSD/CDS-PP tem continuado as boas práticas herdadas de anteriores governos, avançando com novas medidas, e discordou do modelo de debate escolhido.

"Este debate foi para as 21 mulheres que morreram este ano. Infelizmente, tivemos demagogia da maioria e do Governo quando se pedia seriedade e serenidade. A secretária de Estado apareceu acossada e magoada só porque se debate este tema", lamentou o líder parlamentar do BE, Pedro Filipe Soares.

A titular da pasta da Igualdade acusou os bloquistas de "tirar o tapete aos restantes partidos e ao trabalho da primeira comissão (Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias) e audições que estão a fazer", considerando "criticável pôr-se em causa o esforço de um país inteiro, das forças de segurança, dos profissionais de saúde" envolvidos.

Violência Doméstica Bloco de Esquerda
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)