Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Violência no Quénia não pára

A onda de violência no Quénia parece não ter fim. Apesar do acordo firmado ontem entre os representantes do presidente queniano e do principal líder da oposição para travar os confrontos, pelo menos 44 pessoas morreram nas últimas 24 horas.
2 de Fevereiro de 2008 às 14:27
Os distúrbios mais graves foram registados no distrito de Ainamoi, 240 quilómetros a Noroeste de Nairobi.
Os partidários do presidente Mwai Kibaki e de Raul Odinga acordaram ontem que estas questões devem ser resolvidas num prazo de sete a 15 dias a partir do início oficial das conversaões, a 28 de Janeiro deste ano.
Recorde-se que a violência no Quénia já causou cerca de mil mortos e e 250 mil a 300 mil deslocados desde as eleições, a 27 De Dezembro de 2007.
Ver comentários