Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Zapatero diz que único destino da ETA é o fim

O primeiro-ministro espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, afirmou que a "ETA só tem um destino: o fim", falando no âmbito do atentado terrorista de 30 de Dezembro de 2006, no terminal quatro do Aeroporto de barjas, Madrid, em que morreram dois equatorianos.
14 de Janeiro de 2007 às 11:42
Numa entrevista publicada este domingo pelo jornal 'El País', a primeira que concede desde os ataques, Zapatero recusou que Espanha esteja a viver uma situação de crise na sequência do atentado reivindicado pela ETA. Este foi o primeiro ataque reivindicado pela organização basca desde o cessar-fogo que vigorava desde Março do ano passado.
Na mesma entrevista, o presidente do Governo espanhol lançou um apelo ao "consenso nacional na luta contra a ETA", nos campos político e social, e criticou a maior força da oposição, o Partido Popular (PP, conservador), por não ter apoiado o executivo a combater o terrorismo.
Na segunda-feira, Zapatero deverá explicar ao Congresso a posição do Governo sobre o atentado da ETA no aeroporto de Barajas.
Ver comentários