Barra Cofina

Correio da Manhã

CMNãoEsquece

PS faz adiar votação das audições requeridas por PSD e CDS-PP

Adiamento foi transmitido pelo vice-presidente da bancada socialista Filipe Neto Brandão.
28 de Março de 2018 às 13:25
Filipe Neto Brandão
Andreia Neto (PSD)
Vânia Dias da Silva
Filipe Neto Brandão
Andreia Neto (PSD)
Vânia Dias da Silva
Filipe Neto Brandão
Andreia Neto (PSD)
Vânia Dias da Silva
O PS requereu esta quarta-feira o adiamento da votação dos requerimentos do PSD e do CDS-PP para a realização de um conjunto de audições na sequência do relatório da comissão técnica independente (CTI) sobre os incêndios de outubro.

O pedido de adiamento foi transmitido pelo vice-presidente da bancada socialista Filipe Neto Brandão na reunião da comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais e mereceu protestos por parte das deputadas Andreia Neto (PSD) e Vânia Dias da Silva (CDS-PP).

Andreia Neto referiu que o PSD pretende ouvir no parlamento, além dos membros da comissão técnica independente, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e responsáveis operacionais em funções em outubro passado quando ocorreu a tragédia, designadamente o ex-presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil Joaquim Leitão.

O CDS-PP, pretende uma acareação entre o ex-secretário de Estado da Administração Interna Jorge Gomes e o ex-segundo comandante operacional tenente-coronel Albino Tavares.

Em conferência de imprensa, na semana passada, Jorge Gomes, atual deputado socialista, acusou este tenente-coronel de ter transmitido informações falsas à comissão técnica independente, designadamente quando este último sustentou que, durante os incêndios de outubro, o Governo teria recusado um pedido reforço de meios para combater os fogos.

Na reunião da comissão de Assuntos Constitucionais, Filipe Neto Brandão justificou o pedido de adiamento das votações dos requerimentos pelo facto de esta quarta-feira, ao início da tarde, se realizar um debate em plenário da Assembleia da República precisamente sobre o relatório da comissão técnica independente.

Filipe Neto Brandão alegou ainda que, nos últimos dias, já entraram dez diferentes pedidos para a realização de audições sobre a temática de incêndios - "e poderão entrar mais nos próximos dias".

Ou seja, para o PS, a comissão de Assuntos Constitucionais deverá aguardar alguns dias, quando o quadro de iniciativas estiver estabilizado, para tomar decisões sobre esta matéria.

A deputada social-democrata Andreia Neto considerou "incompreensíveis" as justificações do PS para adiar as votações dos requerimentos.

Já a democrata-cristã Vânia Dias da Silva afirmou que a realização de um debate em plenário esta tarde sobre o relatório da comissão técnica independente "nada tem a ver com as votações dos requerimentos" apresentados pelo PSD e pelo CDS-PP.
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)