Barra Cofina

Correio da Manhã

Comunicados de Imprensa
6

Águeda, Albergaria-a-Velha e Sever do Vouga unidos em projeto cultural

3 Territórios, 1 Rio que nos une é um projeto de programação cultural em rede, com o rio Vouga como elo de ligação
17 de Maio de 2021 às 16:05
Neste projeto privilegia-se a utilização dos espaços envolventes ao Rio Vouga (parque do Areal em Albergaria e Parque Severi em Sever do Vouga), bem como na Pateira de Fermentelos, estando previsto (na programação agora apresentada, como foco no verão) espetáculos musicais, espetáculos de luz, cor e magia & artes circenses (um em cada concelho), esculturas, festival e rota gastronómica, recriações históricas e ainda atividades náuticas & birdwatching (mais informação nos sites das autarquias: www.cm-agueda.pt; www.cm-albergaria.pt; e www.cm-sever.pt)

Os três municípios lançaram o repto às instituições locais para a produção de espetáculos. Para além dos Municípios, também as coletividades dos três Concelhos irão trabalhar em conjunto e dessa união artística resultará a criação de um Hino, intitulado "Nascer de um Rio" e que vai ser apresentado pelos grupos e bandas musicais dos três territórios.

Esta ligação cultural em rede tem a duração de 12 meses e implica um investimento de 297.900 euros, totalmente suportados por fundos comunitários, através dos Fundos FEDER, no âmbito do Programa Operacional Regional do Centro.

Com a apresentação foi dado o pontapé-de-saída do projeto e, na oportunidade, Edson Santos, Vice-Presidente da Câmara de Águeda, salientou a dinâmica que caracteriza os três Municípios, acreditando que esta cultura em rede projeta os três territórios aos níveis regional, nacional e internacional. "Estão reunidas as condições para fazermos deste um projeto vencedor, que vai promover e divulgar a nossa cultura e gastronomia e espero que, no final, possamos ter as raízes criadas para continuar, crescer e fazer cada vez melhor", declarou, evidenciando que a parceria institucional criada no âmbito deste projeto em concreto pode manter-se em edições futuras do evento.

Edson Santos realçou a importância de desenvolver parcerias em rede, frisando que este projeto que está a ser dinamizado, para além da vertente cultural e gastronómica, permite apoiar "as instituições e coletividades sediadas nestes Municípios e que têm passado muitas dificuldades no último ano".

António Loureiro, Presidente da Câmara de Albergaria-a-Velha, por seu lado, salientou a capacidade que os três Municípios têm tido em construir pontes, sendo este projeto um dos exemplos da ligação existente entre os três territórios, que definiu como "municípios-irmãos". Lembrou as pontes físicas que materialmente unem os Municípios, mas também a ecopista ou os percursos pedonais, destacando que a mais importante de todas as "pontes" é a vontade dos homens.

"Temos de sair de casa, de viver novamente, de voltar, daqui a algum tempo, a respirar sem a máscara. Temos de voltar a partilhar espaços, com distanciamento e obedecendo sempre às indicações da DGS, mas necessitamos da cultura", defendeu.

Para o Presidente da Câmara de Sever do Vouga, António Coutinho, destacou a união e parceria entre os três Municípios, que aconteceu a vários níveis. "Temos grandes afinidades, para além da territorial e de limites, como sejam a cultural e algumas delas serão vincadamente desenvolvidas neste projeto", declarou o Edil, salientando que o sucesso da candidatura vai ser a sua execução. "Nestas ações de valorização da cultura, o essencial é que valorizemos não só as nossas tradições, mas também a dinâmica associativa", disse António Coutinho.
Ver comentários