Barra Cofina

Correio da Manhã

Comunicados de Imprensa
3

Criatech e Prisma - Art Light Tech dinamizam Aveiro

Os eventos Criatech e PRISMA - Art Light Tech regressam a Aveiro com propostas arrojadas e disruptivas
15 de Outubro de 2021 às 16:02
Os eventos Criatech e PRISMA - Art Light Tech regressam a Aveiro com propostas arrojadas e disruptivas, que combinam diversas obras de arte contemporânea e espalham pela cidade exposições, projeções, instalações artísticas e peças de som e luz, da autoria de artistas nacionais e de referência internacional. Até domingo, os aveirenses e visitantes são desafiados a estabelecer diálogos com a criatividade digital, a tecnologia e o património histórico da cidade, numa espiral de experiências únicas, surpreendentes e enriquecedoras.

CRIATECH REFORÇA AVEIRO COMO PÓLO DA CRIATIVIDADE E DA TECNOLOGIA

O Criatech, , que já vai na 5ª edição, conta este ano com 25 obras de 40 artistas, representando 12 nacionalidades. Nos destaques estão nomes como Ruth Schnell, pioneira da arte multimédia, Mathieu le Sourd, referência na criação de obras imersivas e interativas, Neil Mendoza, conhecido pela sua fusão de escultura, eletrónica e software, os kondition pluriel, habituados a criar experiências participativas, e uma colaboração entre três nomes fundamentais no panorama nacional: Pedro Tudela, Miguel Carvalhais e Gustavo Costa. Além de instalações presenciais e interativas, o festival inclui ainda obras de realidade aumentada, com artistas de várias latitudes a propor modelos desafiantes de fruição da arte e dos espaços.

As propostas do festival instalam-se em locais de valor patrimonial na cidade, tais como o Museu de Aveiro/ Santa Joana, o edifício da Capitania, a antiga Estação da CP, e a Igreja das Carmelitas (instalação Holywell, na foto) entre outros locais.

A realização do Criatech consolida a cidade dos canais como território de excelência na área da criatividade e da tecnologia, pela ligação à indústria, ao conhecimento científico, à tradição criativa, à resiliência e ao espírito de iniciativa. O evento volta a intervir em espaços patrimoniais, com uma narrativa histórica e de memória coletiva forte, que serão transformados pela presença de objetos artísticos que ali serão colocados numa passagem efémera.

Ponto alto do Criatech 2021 promete ser também a possibilidade de ver o resultado das Criatech Artistic Residences, que reuniram autores de várias áreas na criação de obras com um grande cunho experimental e que sublinham o lugar de Aveiro enquanto ponto de encontro entre a arte e a tecnologia. Estarão presentes os participantes das edições de 2020 e 2021, uma vez que a pandemia obrigou a uma interrupção dos trabalhos na edição anterior.

De realçar ainda a parceria com a Universitat fur Angewandte Kunst Viena (Universidade de Artes Aplicadas de Viena), a primeira a abrir uma licenciatura de artes multimédia na Europa.

PRISMA / ART LIGHT TECH VOLTA A ILUMINAR AVEIRO

Com data marcada para 15 e 16 de outubro, o Prisma / Art Light Tech volta a encher a cidade de luz, tendo como tema principal o "Equilíbrio", na esperança de criar momentos de pensamento e serenidade, proporcionando uma nova esperança e um futuro mais luminoso. Apostado em estender esse equilíbrio à representação artística no festival, a organização, tendo também em linha de conta que Aveiro está a candidatar-se a Capital Europeia da Cultura em 2027, convidou artistas locais e internacionais integrando-os numa viagem que procura a nota certa entre a vida urbana e a natureza, entre a observação espontânea da beleza e o prazer compartilhado dos jogos interativos.

O roteiro criado pelo PRISMA - Art Light no espaço público mostra-se ao público, entre as 20 e as 24 horas, num festival de luzes, cores e sombras que promete entusiasmar a plateia com mais de uma dezena de propostas artísticas e tecnológicas. Do programa constam espetáculos de videomapping, murais urbanos, instalações de luz ecológicas e participativas, entre muitas outras propostas. Destaque para "Angels of Freedom", uma criação do estúdio do OGE Group, que propõe uma instalação com caráter social e interativo que revela a beleza interior dos visitantes, transformando-os em anjos, ou para o espetáculo de videomapping "Policial Espacial", que ilustra o espaço e a aeronáutica, a conquista de Marte, foguetões, criaturas espaciais e polícias, numa exibição acompanhada de música de filmes famosos de ficção científica e uma grande dose de ironia.

O festival PRISMA - Art Light apresenta ainda produções desenvolvidas em exclusivo para este evento como é o caso do GRAFFITIMAPPING, um mural do artista urbano SKRAN, animado por uma projeção de videomapping de Lisbonus, da instalação Sã Line, desenvolvido pelo artista aveirense  Dino da Costa que criou uma instalação que se inspira na sua infância e nas memórias das marinhas, das pirâmides de sal e dos espelhos de luz ligados à extração deste tão precioso elemento, que vive de um delicado equilíbrio entre água, sol e vento para temperar o dia a dia de todos nós.

O Criatech e o Prisma / Art Light Tech têm ambos o selo EFFE Label 2019-2021 (Remarkable Arts Festival), da European Festivals Association.
Ver comentários