Barra Cofina

Correio da Manhã

Comunicados de Imprensa
4

Festival do Bacalhau em Ílhavo

De 07 a 11 de Agosto, Ílhavo promove, um dos maiores festivais gastronómicos do país, onde o ‘fiel amigo’ é rei.
2 de Agosto de 2019 às 16:43
A Câmara Municipal de Ílhavo e a Confraria Gastronómica do Bacalhau levam ao Jardim Oudinot, na Gafanha da Nazaré, aquela que é a 12.ª edição do Festival do Bacalhau, com saber culinário de 14 associações locais.
Ir ao Festival do Bacalhau é sempre muito mais do que comer um bom bacalhau. De manhã à noite há showcookings, degustações, concursos, oficinas, mostra de artesanato, circo e teatro de rua, atividades desportivas, concertos ou as célebres Corrida Mais Louca da Ria e Volta ao Cais em Pasteleira. A diversão estende-se a toda a família, sempre com o septuagenário Navio-Museu Santo André a fazer reviver as histórias do passado da pesca do bacalhau.

Na edição deste ano, destaque para os concertos do Palco Mar: Expensive Soul (7 de agosto), GNR (8 de agosto), Raquel Tavares (9 de agosto), Dino de D’Santiago com a Orquestra Filarmónica Gafanhense (10 de agosto) e Paião (11 de agosto). A banda de tributo ao ilhavense Carlos Paião, reflete a diversidade da sua obra e é uma homenagem ao músico e compositor. Clássicos como "Play-back", "Pó de Arroz" ou "Vinho do Porto" são alguns dos temas que integram o álbum, deste novo projeto musical.

Todos os anos, o Festival do Bacalhau recebe dezenas de milhares de pessoas, são esperados 150 mil visitantes, um evento que contribui, de forma muito significativa, para a valorização e divulgação dos valores do município e da região, sendo importante para a dinamização da economia local e para o apoio ao tecido associativo, parceiros essenciais do evento. A entrada é gratuita.

Itália é o país convidado da edição deste ano do Festival do Bacalhau através da Comuna de Imperia, uma cidade costeira do Mediterrâneo, situada no norte de Itália, que defende a preservação e a tradição de um prato local de bacalhau prato, cozinhado numa enorme panela, chamada Giuvanina, com um diâmetro de cerca de três metros, denominado o Stoccafisso All’Onegliese. É com este mote que Imperia se junta ao Festival do Bacalhau, para divulgar não só a cidade da região de Ligúria, mas também para apresentar novas abordagens culinárias do bacalhau.

Destaque ainda para a peça "Há Marias Assim", encenada por Graeme Pulleyn e escrita por Sandro William Junqueira. A peça conta a historia de quatro mulheres, três terras, e uma só voz. As personagens Maria Chuvas, Maria Farto, Maria Sopas e Maria Rendeiro levam-nos numa viagem pelo mar do feminino, com naufrágios e ciclones, tragédias, comédias e dramas e acima de tudo uma terrível luta pela sobrevivência e pela dignidade. "Há Marias Assim" surge a partir da recolha de testemunhos de mulheres do mar de Ílhavo, Murtosa e Peniche. A peça é interpetada por quatro atrizes recrutadas na comunidade: Anabela Coelho, Júlia Cavaz, Luciana Sanhudo e Rita Vizinho e pode ser vista diariamente às 18.30 no porão do Navio-Museu Santo André.

Mais informação em www.cm-ilhavo.pt
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)