Barra Cofina

Correio da Manhã

Comunicados de Imprensa
7

Vale D. Maria Rufo Branco 2017 promete refrescar o seu Verão

O Vale D. Maria Rufo Branco 2017 acaba de chegar ao mercado
30 de Julho de 2018 às 12:51

O Vale D. Maria Rufo Branco 2017 acaba de chegar ao mercado. Produzido com Arinto, Códega de Larinho e Rabigato, este vinho duriense promete refrescar o seu Verão e ser a melhor companhia para os petiscos e iguarias da estação mais quente do ano.

Com um perfil fresco e equilibrado, o Vale D. Maria Rufo Branco 2017 revela aromas de lima e limão, com uma mineralidade concedida pela casta Arinto. O Rabigato concede-lhe uma acidez natural que alia na perfeição com os aromas tropicais do Códega.

Procedente de vinhas localizadas a 600 metros de altitude (da zona de Sobreda e Candedo, no Norte da região demarcada), onde estas encontram temperaturas mais frescas, este vinho branco é produzido desde 2013 pelos enólogos Cristiano van Zeller, Joana Pinhão e Francisca van Zeller.

A Quinta Vale D. Maria, localizada no Vale do Rio Torto na região do Douro, tem os primeiros registos em 1868. Desde a colheita de 1996 que se dedica à produção de vinhos DOC Douro e Vinhos do Porto, sob a visão de Cristiano van Zeller, 14.ª geração de produtores ligados aos vinhos desta região. Os vinhos da Quinta Vale Dona Maria reflectem o carácter único do Douro, preservando a identidade das vinhas com grande diversidade de castas, orientações solares, densidade de plantação e idade das vinhas. O respeito pela origem é mantido através de uma viticultura sustentável, com respeito pela região e ressaltando a diversidade das castas do Douro.

Vale D. Maria Rufo Branco 2017 | 75 Cl – P.V.P. Recomendado € 9.99

Sobre o Vale D. Maria Rufo: O Vale D. Maria Rufo nasceu de uma conversa após um jantar com velhos amigos, na qual se debatia como adequar as práticas agrícolas de modo a obter melhores condições ambientais para o crescimento da população da Alectoris Rufa(nome científico de uma das espécies de perdiz) no Vale D. Maria. Divagando a conversa, os amigos acabaram por concordar que Rufo (que significa vermelho em latim) seria um bom nome para um vinho tinto do Douro. Como Rufo significa também o toque do tambor, a escolha foi óbvia quando foi desenhado o rótulo do que seria o nosso Rufo do Vale D. Maria. O vinho de entrada de gama, que anuncia e estabelece o ritmo da gama de vinhos Vale D. Maria.

Sobre a Quinta Vale D. Maria: A Quinta, localizada no Vale do Rio Torto na região do ouro, tem os primeiros registos em 1868. Desde a colheita de 1996 que se dedica à produção de vinhos DOC Douro e Vinhos do Porto, sob a visão de Cristiano van Zeller, 14.ª geração de produtores ligados aos vinhos desta região. Os vinhos da Quinta Vale D. Maria refletem o caráter único do Douro, preservando a identidade das vinhas com grande diversidade de castas, orientações solares, densidade de plantação e idade das vinhas. O respeito pela origem é mantido através de uma viticultura sustentável, com respeito pela região e ressaltando a diversidade das castas do Douro. A Quinta Vale D. Maria está integrada no Grupo Aveleda desde 2017.

Ver comentários