Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

2018 promete ser bom para as bandas lusas

Sérgio Godinho, Mariza, Jorge Palma e Luísa Sobral vão ter discos novos este ano.
Ana Maria Ribeiro 3 de Janeiro de 2018 às 01:30
Jorge Palma é um dos veteranos que têm previsto o lançamento de um disco novo neste ano que agora começa
O músico Sérgio Godinho
Mariza
Luísa Sobral
Jorge Palma é um dos veteranos que têm previsto o lançamento de um disco novo neste ano que agora começa
O músico Sérgio Godinho
Mariza
Luísa Sobral
Jorge Palma é um dos veteranos que têm previsto o lançamento de um disco novo neste ano que agora começa
O músico Sérgio Godinho
Mariza
Luísa Sobral
Sérgio Godinho, Mariza, Cristina Branco, Capitão Fausto e Manel Cruz são alguns dos nomes que vão lançar álbuns novos em 2018, um ano que se augura bom para a música nacional. Ou pelo menos produtivo. Paulo Furtado (The Legendary Tigerman) é o primeiro a dar que falar, já que o disco ‘Misfit’, que gravou nos estúdios do deserto de Joshua Tree, EUA, sai já este mês.

A seguir chega ‘Nação Valente’, de Sérgio Godinho, e, em fevereiro, ‘Branco’, de Cristina Branco, e o novo título dos Linda Martini, cujo nome ainda não foi divulgado.

Ainda no primeiro trimestre do ano serão editados os novos trabalhos de Manel Cruz, Sean Riley and the Slowryders e Mariza, que está neste momento a trabalhar com o produtor e compositor espanhol Javier Limón.

Os Amor Electro deverão lançar um disco na primavera, mas já o novo álbum dos Capitão Fausto – que foi gravado em dezembro em São Paulo, no Brasil – não tem data de lançamento prevista.

Até ao final do ano, são ainda esperados discos novos de David Fonseca, Luísa Sobral, Dead Combo, Pedro Abrunhosa, Aurea, Paus, Diabo na Cruz e dos veteranos Carlos do Carmo e Tozé Brito.

A completar as novidades, há a assinalar a estreia nos discos de vários artistas. Casos de Fernando Daniel, que venceu o ‘The Voice Portugal 2016’, e do projeto que junta Afonso Pais e João Paulo Esteves da Silva, intitulado ‘Silent Words – Música de Cole Porter’.
Ver comentários
}