Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

União Audiovisual já ajudou 4500 famílias

Em 15 meses, associação distribuiu perto de 3 mil cabazes alimentares por 13 500 profissionais da Cultura.
Miguel Azevedo 12 de Julho de 2021 às 09:06
Inês Sales, da União Audiovisual, associação que tem ajudado o setor da cultura com cabazes alimentares
Inês Sales, da União Audiovisual, associação que tem ajudado o setor da cultura com cabazes alimentares FOTO: Vitor Mota
Nascida há 15 meses, no início da pandemia, para ajudar o setor da Cultura que ficou sem trabalho, a União Audiovisual (UA) já acudiu cerca de 4 500 famílias, ou seja, perto de 13 500 pessoas. A associação distribuiu cerca de 3 mil cabazes alimentares com produtos de primeira necessidade de norte a sul. Entre os visados estão "músicos, técnicos, atores, artistas de circo, fadistas, maquilhadores, produtores e muitos outros profissionais", refere ao CM Inês Sales, da UA.

Lisboa é a região com mais pedidos de ajuda, seguindo-se Porto e Algarve, mas a UA, que arrancou com 11 pessoas e "conta hoje com 40 voluntários", também já trabalha com polos em Coimbra, Margem Sul, Alentejo e Açores. A ideia é não deixar ninguém para trás e acudir a todas as necessidades. "Antes do providenciarmos a ajuda, estudamos todas as famílias, se têm bebés, crianças, adolescentes, animais ou até se precisam de ajuda psicológica".

A UA distribuiu, em média, 200 cabazes por mês, mas já chegou aos 350. As ajudas e doações chegam "de particulares, de empresas e ultimamente de fundações", e a onda de solidariedade que se foi gerando em torno da UA é tão grande que Inês Sales credita que já foram organizadas mais de uma centena de iniciativas solidárias em prol da associação, desde campanhas a concertos. "Há pessoas que até organizam ações antes de falarem connosco". O futuro, refere a responsável, passa por "chegar a todos os ramos das artes". "Quando arrancámos julgávamos que íamos durar um mês ou dois. Agora sabemos que estamos para ficar".
UA União Audiovisual Cultura Inês Sales questões sociais
Ver comentários