Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

26º FITEI REDUZIDO A DEZ COMPANHIAS

O 26.º FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica, que decorre no Porto, tem este ano um programa "substancialmente reduzido", com apenas dez companhias, em consequência da diminuição dos apoios públicos.
21 de Maio de 2003 às 00:00
O certame inicia-se a 29, no Teatro Nacional de S. João, com "Tristes Europeus – Jouissez Sans Entraves", da Companhia de Paulo Ribeiro, de Viseu, que volta ao S. João entre 4 e 6 de Junho para três representações de "Silicone Não", sobre texto de Jacinto Lucas Pires. O dramaturgo estará em foco no festival porque tem outra peça no programa, "Os Dias de Hoje", que a lilástico, de Lisboa, apresenta, em estreia, no Estúdio Zero.
A Comuna apresenta no Rivoli, dias 31 deste mês e 1 de Junho, "Jornada Para a Noite", de Eugene O’Neill, e a Teatro das Ideias mostra "Um Poder, Chamado Palavra".
Do Brasil vem a Comédia Cearense, de Fortaleza, com "Nos Trilhos da Paixão", de Caio Quinderé, no Rivoli, e de Goiânia chega a Companhia Teatral Martim Cererê, de regresso ao FITEI para apresentar, no Rivoli, "Voar...", de Gil Perini.
A Companhia de Teatro Gungu, de Maputo, Moçambique, também de regresso, encena "O Julgamento", e de Espanha vêm o Centro Dramático Galego, de Santiago de Compostela, (Rivoli, 3 e 4 de Junho) com "Daquel Abrente", de Roberto Vidal e Francisco Taxes, e a Atalaya, de Sevilha, encerra o festival a 10 de Junho com "Exiliadas – Cantata Para un Siglo", de Borja Ortiz de Gondra.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)