Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

75 ANOS SEM RUGAS

Walt Disney não gostava de ratos, mas por mais que fizesse não conseguia livrar-se da imagem de um roedor simpático e astuto, que o perseguia há muito tempo. Um dia, durante uma viagem de comboio de Nova Iorque a Los Angeles, e depois de ter perdido o desenho original de outra personagem (um coelho), desenhou um ratinho de grandes orelhas pretas e enormes calções vermelhos e quis dar-lhe o nome de Mortimer.
18 de Novembro de 2003 às 00:00
A mulher achou que o nome era demasiado pomposo e os dois acabaram por baptizar o boneco como Mickey. No fim da viagem, quando o casal chegou a L.A., tinha nascido a mais célebre personagem de animação de sempre.
Hoje, em pleno século XXI, com 75 anos de vida mas sem uma única ruga, o Rato Mickey não só não perdeu popularidade como se tornou num ídolo de grandes e pequenos. O próprio Jimmy Carter disse um dia que ele era o embaixador da boa vontade e da paz e lembrou que fala a língua universal: a da amizade.
RICO AOS 26 ANOS
O Rato Mickey apareceu pela primeira vez em 18 de Novembro de 1928 num filme de animação que parodiava uma fita de Buster Keaton e era Walt Disney que lhe dava voz. Posteriormente, essa tarefa viria a ser assumida por Jim MacDonald e, finalmente, por Wayne Allwine, que é, ainda hoje, a voz do simpático ratinho.
O sucesso foi imediato: o rato tinha chamado a atenção das crianças e dos adultos, e de ilustre desconhecido, Walt Disney passou rapidamente ser requisitado para fazer novos trabalhos.
Com apenas 26 anos, tinha -se tornado um homem rico.
Entusiasmado pelo êxito que a sua personagem estava a alcançar, decidiu dar um passo de gigante, que viria a revelar-se um golpe de génio: concebeu a primeira longa-metragem de animação musicada, mudando para sempre a história do cinema americano. Aliás, em reconhecimento pelo seu trabalho inovador, a Academia de Hollywood foi pródiga em prémios, atribuindo-lhe nada menos do que 48 Óscares ao longo da sua carreira.
DE TRAVOLTA A ELTON JONH
Para assinalar os 75 anos do Mickey, a Disney vai lançar uma série de selos com a sua mascote, reeditar o filme ‘Os Três Mosqueteiros’ e inaugurar um conjunto de estátuas do Rato, com 1,80 de altura, cada um concebida por uma estrela.
De John Travolta a Elton John, passando pelo tenista Andre Agassi, ninguém quis deixar de prestar a sua homenagem ao ícone que protagonizou mais de 140 filmes e inúmeras bandas desenhadas e está hoje no topo de um império que gere muitos milhões de dólares por ano.
ILUSTRADORES
ALAIN CORBEL
“Há duas coisas que acho especialmente interessantes no Mickey. Uma, é o facto de ser uma personagem que está nos quatro cantos do Mundo, o que faz dele um produto. A outra, é que há hoje há uma indústria tão poderosa por detrás da personagem que faz dela a perversão da própria fama. O Mickey inicial era muito engraçado, muito mais do que o actual. Apesar disso, e de ser ele a marca da Disney, para mim, não era o mais engraçado. Preferia o Pluto quando, ainda muito criança, lia e relia todos os números do ‘Jornal do Mickey’ mas, chegou, já tive a minha dose!”.
ANDRÉ LETRIA
“Tenho uma imagem simpática do Rato Mickey, mas só até ao momento em que ele começa a ficar muito industrializado. No princípio, era mais interessante, com aquelas linhas mais simples e talvez até menos expressivas, mas se calhar tinha mais piada por causa disso... Pode não se gostar muito dele e até admito que não se goste por conta da imagem mais recente, mas o facto de se continuar a comemorar o Rato Mickey (estamos a falar de um boneco e não de uma pessoa) é a prova de que ele, de alguma maneira, acabou por tocar as pessoas... Parabéns ao Rato Mickey!”.
JOÃO FAZENDA
“Dentro do universo Disney é a personagem que eu acho mais engraçada, mais iconográfica, mais eficaz, mas não é uma referência... Durante a minha infância terá sido, mas hoje em dia não me entusiasma particularmente. O Rato Mickey inicial era mais engraçado, mas pelo caminho perdeu terreno, apareceram outros e, de uma maneira geral, as personagens Disney, hoje em dia, já não têm o mesmo impacto. Desde os Power Rangers até aos Pokemon, cada vez há mais desenhos animados, mas reconheço que é um boneco muito bem desenhado: aquelas três bolas pretas são o Rato Mickey em qualquer parte do Mundo!” .
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)