Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

‘A Herdade’ quer um Óscar de Hollywood

Filme luso integra programa do festival de Toronto, no Canadá.
Ana Maria Ribeiro 12 de Setembro de 2019 às 08:44
Albano Jerónimo protagoniza ‘A Herdade’, candidato a uma nomeação para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro
Albano Jerónimo protagoniza ‘A Herdade’, candidato a uma nomeação para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro FOTO: Direitos Reservados
O realizador Tiago Guedes saiu de Veneza com o prémio Bisato d’Oro da crítica independente para Melhor Realização e, ainda a poeira não tinha assentado, soube que a longa-metragem ‘A Herdade’ vai ser o candidato de Portugal a uma nomeação para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2020. A escolha, feita pelos membros da Academia Portuguesa de Cinema, foi anunciada esta quarta-feira, um dia antes da chegado do filme às salas.

‘A Herdade’, que tem produção de Paulo Branco, conta a história de uma família de latifundiários alentejanos que tem de se adaptar à mudança dos tempos desde os anos 40 até aos dias de hoje, passando pelo quente período revolucionário. Em Veneza, onde a obra fez a sua estreia mundial, o filme foi comparado ao ‘Novecento’, de Bernardo Bertolucci.

Tiago Guedes, que falou ao CM sobre a "honra" que representa o prémio italiano, conta agora apresentar ‘A Herdade’ no circuito internacional dos festivais de cinema e, assim, chamar a atenção do público para o seu trabalho.

"O que qualquer realizador deseja é que os seus filmes sejam o mais vistos possível", disse. Neste momento, ‘A Herdade’ participa no Festival de Toronto, a decorrer até domingo naquela cidade do Canadá. É, também, a primeira vez que um filme português é selecionado para a secção ‘Special Presentations’ (apresentações especiais) deste evento. ‘A Herdade’ conta com Albano Jerónimo e Sandra Faleiro nos principais papéis.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)