Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

‘A Herdade’ quer um Óscar de Hollywood

Filme luso integra programa do festival de Toronto, no Canadá.
Ana Maria Ribeiro 12 de Setembro de 2019 às 08:44
Albano Jerónimo protagoniza ‘A Herdade’, candidato a uma nomeação para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro
Albano Jerónimo protagoniza ‘A Herdade’, candidato a uma nomeação para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro FOTO: Direitos Reservados
O realizador Tiago Guedes saiu de Veneza com o prémio Bisato d’Oro da crítica independente para Melhor Realização e, ainda a poeira não tinha assentado, soube que a longa-metragem ‘A Herdade’ vai ser o candidato de Portugal a uma nomeação para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2020. A escolha, feita pelos membros da Academia Portuguesa de Cinema, foi anunciada esta quarta-feira, um dia antes da chegado do filme às salas.

‘A Herdade’, que tem produção de Paulo Branco, conta a história de uma família de latifundiários alentejanos que tem de se adaptar à mudança dos tempos desde os anos 40 até aos dias de hoje, passando pelo quente período revolucionário. Em Veneza, onde a obra fez a sua estreia mundial, o filme foi comparado ao ‘Novecento’, de Bernardo Bertolucci.

Tiago Guedes, que falou ao CM sobre a "honra" que representa o prémio italiano, conta agora apresentar ‘A Herdade’ no circuito internacional dos festivais de cinema e, assim, chamar a atenção do público para o seu trabalho.

"O que qualquer realizador deseja é que os seus filmes sejam o mais vistos possível", disse. Neste momento, ‘A Herdade’ participa no Festival de Toronto, a decorrer até domingo naquela cidade do Canadá. É, também, a primeira vez que um filme português é selecionado para a secção ‘Special Presentations’ (apresentações especiais) deste evento. ‘A Herdade’ conta com Albano Jerónimo e Sandra Faleiro nos principais papéis.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)