Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Academia descreve Dylan como arrogante

Cantor norte-americano não fez qualquer comentário à distinção.
Sandra Rodrigues dos Santos 23 de Outubro de 2016 às 01:45
Bob Dylan
Bob Dylan FOTO: Rob Galbraith/Reuters
Indelicado e arrogante foram as palavras utilizadas por um membro da Academia Sueca para descrever Bob Dylan e a sua falta de reação à distinção com o Prémio Nobel da Literatura deste ano. O autor não só não responde aos telefonemas e mensagens de correio eletrónico da instituição como não fez qualquer reconhecimento público ao galardão, tendo mesmo retirado do seu site oficial a menção "Prémio Nobel da Literatura 2016".

"Sabíamos que Dylan era difícil e que não gostava de situações nas quais tivesse de aparecer sozinho num palco", afirmou o escritor sueco e membro da Academia Per Wästberg, adiantando que esta é uma situação "sem precedentes".
No dia em que foi anunciada a distinção, a 13 de outubro, Dylan deu um concerto em Las Vegas no qual não fez qualquer referência ao prémio.

Como não reagiu publicamente, nem respondeu às tentativas de contacto por parte da Academia, a instituição não sabe se o cantor marcará presença na cerimónia de entrega do Prémio Nobel, no próximo dia 10 de dezembro, em Estocolmo, ainda que membros da entidade considerem que tal seja cada menos plausível.

Ainda assim, nada mudará na distinção, uma vez que o nome do laureado é gravado no mármore do palmarés Nobel. Ao longo da história, Albert Einstein ignorou a Academia quando lhe foi atribuído o Nobel da Física (1921) e Jean-Paul Sartre recusou o prémio de Literatura (em 1964).
Academia Sueca Bob Dylan Prémio Nobel da Literatura Academia Per Wästberg Las Vegas
Ver comentários