Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Acampar no Meco é uma aventura (COM VÍDEO)

Apesar de ter crescido para cinco hectares, a área de campismo do Super Bock Super Rock continua à pinha: 15 mil pessoas estão a passar os três dias na Herdade do Cabeço da Flauta e, apesar do ânimo, há quem se queixe da poeira e das filas.
16 de Julho de 2011 às 00:30
15 mil pessoas estão a passar os três dias na Herdade do Cabeço da Flauta
15 mil pessoas estão a passar os três dias na Herdade do Cabeço da Flauta FOTO: Mariline Alves

"Estou há uma hora para conseguir tomar um duche. É puxado, mas é preciso fazer alguns sacrifícios porque o festival até está bom", disse ao CM Filipe Prezado, de 20 anos, com a toalha ao ombro.
 
Depois de uma viagem longa desde Guimarães, José Silva veio com três amigos para acampar junto ao recinto e ontem ao fim da tarde jogava às cartas para passar o tempo, junto a uma pequena tenda metalizada, rodeada por muitas outras num raio de poucos metros.

Sem ter termos de comparação por nao ter vindo no ano passado, contou ao CM que a gestão do espaço das tendas não foi a melhor e o reforço para cem chuveiros nem sempre chega: "Aumentaram as infra-estruturas, mas também está mais gente. Mesmo com a boa música, é muito difícil."

Na noite de anteontem, cerca de 60 pessoas passaram pelo posto médico do Super Bock Super Rock. As principais ocorrências foram escaldões, insolações, picadas de mosquito e pequenas escoriações nos pés por causa do piso incerto. Não foi necessária nenhuma evacuação, o que a equipa médica considera ser reflexo dos esforços na prevençao da organização.

Super Bock Super Rock festivais música meco campismo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)