Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

ACTORES AJUDAM À FESTA

Os actores brasileiros Camila Pitanga, Marcos Frota, Michaela Góis, Regiane Alves e a cantora Ivete Sangalo estiveram ontem na Quinta da Bela Vista, em Chelas, para promover a primeira edição do festival Rock In Rio Lisboa, em Maio de 2004.
29 de Outubro de 2003 às 00:00
A deslocação dos actores a Portugal, a convite do mentor do evento, Roberto Medina, prende-se com a sua presença, hoje à noite, na gala de apresentação do festival, marcada para o Coliseu dos Recreios e que acolherá 700 convidados. Rui Veloso, nomeado embaixador do rock, também marcará presença na noite VIP, ao lado da cantora brasileira Ivete Sangalo.
No meio de oito crianças que representam a Childreach, a organização de solidariedade que se junta ao Rock In Rio Lisboa (para ajuda a crianças desfavorecidas), os actores das novelas mais populares do Brasil e a cantora Ivete Sangalo tocaram batuques em conjunto e posaram para os fotógrafos.
“O antes e o depois do Rock in Rio Lisboa. Decorem esta frase”. Foi com visível bom humor que o actor Marcos Frota (da novela ‘O Clone’, da pela SIC) chegou ao meio do batalhão de fotógrafos, antecipando a “grande mudança” que a cidade vai sentir com o festival. Aproveitando para observar a ‘cidade do rock’, o actor (presente em todas as edições do evento em 1985, 1991 e 2001) deixou em aberto a possibilidade de estar naquele recinto em Maio, como responsável por uma das tendas onde decorrerão os concertos, e de trazer ainda a sua escola de circo.
Também Regiane Alves cumpriu na perfeição o seu papel de promotora do Rock in Rio Lisboa: “Deu muito certo no Brasil. O Rio de Janeiro parou e espero que a mesma energia chegue a Lisboa”, afirmou a a terrível Dóris de ‘Mulheres Apaixonadas’. Camila Pitanga, repetente na visita a Lisboa, foi a actriz mais solicitada e não recusou sorrisos e simpatia. “Se der para vir em Maio, venho. Mas vou cá estar antes”, antecipou, aproveitando para falar da temporada de três semanas que vai passar em Lisboa e Porto para interpretar ‘Beatriz’ na peça ‘Arlequim, Servidor de Dois Patrões’.
De referir ainda que a organização do Rock in Rio Lisboa prevê, com o festival, criar cerca de três mil postos de trabalho. Quanto à acção social, já foram entregues 250 mil euros à Childreach, sua parceira desde 2001. Uma doação que será ampliada pela acção concertada com a SIC Esperança (o projecto de solidariedade criado recentemente), também a televisão oficial do evento. Em parceria com o Rock in Rio e a Childreach, a SIC Esperança vai escolher uma ou mais instituições nacionais para receberem parte dos fundos recolhidos. Assim, uma fatia dos dois a cinco por cento do total das receitas de bilheteiras será aplicada em instituições portuguesas de apoio a crianças, e o restante nos projectos da Childreach. Daí que o mote de toda a campanha publicitária do evento seja “Por um Mundo Melhor”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)