Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

ADRIANA LISBOA VENCE PRÉMIO JOSÉ SARAMAGO 2003

Foi só por causa da morte inesperada do amigo Montalban que José Saramago não teve tempo para acabar de ler ‘Sinfonia em Branco’, livro que arrecadou, ontem à tarde, em Lisboa, o prémio literário baptizado com o nome do Nobel português, e que a Fundação Círculo de Leitores instituiu em 1999 para incentivar a criação literária entre os jovens.
29 de Outubro de 2003 às 00:00
Ainda assim, o escritor garantiu que na brasileira Adriana Lisboa, de 33 anos e que ganha o prémio com o segundo romance (tinha publicado anteriormente ‘Os Fios da Memória’), “temos escritora”. “Numa altura em que muitos dos livros que nos chegam às mãos parecem escritos com os pés, é com satisfação que nos deparamos com um livro surpreendentemente bem escrito e onde se sugere, mais do que se descreve, o horror.”
Elogiada ainda por Pilar del Rio e Nélida Piñon (que formaram o júri com José Agualusa, Vasco Graça Moura e Guilhermina Gomes), Adriana Lisboa disse que receber este prémio era uma ‘vitória e um incentivo’ para a sua carreira, num país onde ‘ler é um privilégio’. Para casa, leva 25 mil euros que anteriormente foram para Paulo Miranda e José Luís Peixoto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)