Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

Aguiar e Silva vence Prémio Camões 2020

Professor é um dos maiores opositores do acordo ortográfico.
Duarte Faria 28 de Outubro de 2020 às 08:46
Vítor Aguiar e Silva tem 81 anos e o seu ensino e investigação são reconhecidos internacionalmente
Vítor Aguiar e Silva tem 81 anos e o seu ensino e investigação são reconhecidos internacionalmente FOTO: Inês Gomes Lourenço
O professor e ensaísta português Vítor Aguiar e Silva, crítico do novo acordo ortográfico, é o vencedor do Prémio Camões 2020, anunciou esta terça-feira a ministra da Cultura, Graça Fonseca. “A atribuição do Prémio Camões a Vítor Aguiar e Silva reconhece a importância transversal da sua obra ensaística, e o papel ativo relativamente às questões da política da língua portuguesa e ao cânone das literaturas de língua portuguesa”, lê-se na ata da reunião do júri da 32ª edição do mais importante prémio da língua portuguesa.

Vítor Aguiar e Silva nasceu em 1939 em Real, Penalva do Castelo. Foi professor da Universidade de Coimbra até 1989, ano em que solicitou a transferência para a Universidade do Minho, onde foi professor catedrático, fundou o Centro de Estudos Humanísticos e desempenhou as funções de vice-reitor. Tem-se dedicado ao estudo da literatura portuguesa, da obra camoniana e das metodologias literárias, domínio em que a sua investigação é internacionalmente reconhecida. Tem desempenhado funções docentes em universidades estrangeiras. Venceu o Prémio Vergílio Ferreira, o Prémio Vida Literária e o prémio Vasco Graça Moura.
Ver comentários