Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Almada recria em cena amor de Pedro e Inês

Espanhol dirige Margarida Vila-Nova e José Neves no Teatro Joaquim Benite.
Ana Maria Ribeiro 21 de Outubro de 2019 às 08:44
José Neves e Margarida Vila-Nova são Pedro e Inês no espetáculo ‘Reinar depois de Morrer’
José Neves e Margarida Vila-Nova são Pedro e Inês no espetáculo ‘Reinar depois de Morrer’ FOTO: Direitos Reservados
A peça ‘Reinar depois de Morrer’, que o espanhol Luis Vélez de Guevara (1579-1644) escreveu inspirado na história dos amores trágicos de Pedro e Inês, chega nesta semana ao palco do Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, pela mão do encenador Ignacio García, diretor do Festival Internacional de Teatro Clásico de Almagro, Espanha.

Em cena, a história que os portugueses tão bem conhecem é contada em verso mas o diretor espanhol não vê nisso um obstáculo ao prazer do espectador. "Tenho feito peças em verso em todos os continentes, trabalhei em África, na Índia, na Colômbia", diz García. "Tudo o que é importante na vida – como o amor ou o trabalho – exige esforço. O teatro poético, tal como Shakespeare o escreveu, usa uma linguagem complexa e só ela pode ajudar a compreender o que é mais profundo no ser humano."

Encantado com o elenco português que dirigiu – liderado por José Neves (como Pedro) e Margarida Vila-Nova (Inês) – que classifica de "maravilhoso", o madrileno Ignacio García espera que o público se encante com a mensagem que este espetáculo contém. "A peça revela como o poder tirânico destrói as pessoas e como alguns – como Inês – se mantém fiéis aos seus princípios e valores."

PORMENORES
Digressão ibérica
No elenco desta produção estão também os atores João Lagarto, Ana Cris, David Pereira Bastos, Maria Frade, Leonor Alecrim e Pedro Walter. Peça fica em cena em Almada até 17 de novembro. Depois, vai ao Porto, a Madrid e a Almagro.

Cenário de Castanheira
Com cenografia do artista plástico José Manuel Castanheira e figurinos de Ana Paula Rocha, ‘Reinar depois de Morrer’ tem a duração de hora e meia e destina-se a público maior de 12 anos. Os bilhetes para ver a obra no Teatro Joaquim Benite, em Almada, custam 13 euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)