Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

Amália, no palco e na vida, levou o nome de Portugal ao Mundo

Estrela Carvas foi secretária, amiga e confidente da diva do fado português. Tratava-lhe dos espectáculos, dos cachets, da aparelhagem e das flores. Servia-lhe chá e ajudava-a a com o vestido. Partilhava com ela a casa e a vida.
27 de Novembro de 2011 às 15:03
Amália era "uma criança crescida", descreve a amiga
Amália era 'uma criança crescida', descreve a amiga FOTO: d.r.

"Era inteligentíssima como figura social, mas como pessoa era uma criança grande, que acreditava em toda a gente. Eu dizia-lhe: ‘Amália, olhe que você está no pedestal de deusa e ao pé de si toda a gente veste o fato domingueiro, mas às vezes com má intenção’" – recorda Estrela, que acompanhou a fadista durante 35 anos.

Sobre Amália, diz que preferia "beber um chazinho e comer um pão com azeitonas em casa de gente simples do que receber visitas na sala da sua casa, hoje aberta ao público, português e estrangeiro. Muitas noites, em que Amália não tinha sono, Estrela sentava-se aos pés da cama da diva "e falávamos de tudo, não tínhamos segredos, quando chegávamos ao fim tínhamos a alma a nu".

Quanto aos espectáculos – lembra a confidente da fadista –, "a Amália vivia a leste do paraíso. Nunca teve de procurar sítio para cantar, estava sentada no sofá e as coisas apareciam, nunca se ofereceu. Mas gostava muito de subir ao palco e cantar para o público, em casa é que não, nem no banho". Estrela continua a ouvir os fados da diva. "A Amália renova-se a cada vez".

amália rodrigues fado unesco património
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)