Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Amenábar promete polémica

No brutal e historicamente rigoroso ‘Agora’, do espanhol Alejandro Amenábar, exibido em Cannes fora de competição, os cristãos são comparados a talibans e as mulheres forçadas a uma vida austera e a barbaridades sanguinárias cometidas em nome de Deus. Por judeus e cristãos. Fica lançado o rastilho da polémica.
18 de Maio de 2009 às 00:30
Rachel Weisz é ‘Hypatia’, uma filósofa às voltas com a Terra e o Mundo
Rachel Weisz é ‘Hypatia’, uma filósofa às voltas com a Terra e o Mundo FOTO: direitos reservados

Estamos no século IV d.C., em Alexandria, no Egipto, entre o fim do período greco-romano e a ascensão do Cristianismo. Na famosa biblioteca da cidade, a filósofa Hypatia (Rachel Weisz) interroga-se (e os seus alunos) sobre a posição da Terra no Mundo. Com o extremar de posições religiosas, a incapacidade de abraçar uma religião imposta irá custar--lhe a vida.

HALLYDAY EM MACAU

‘Agora’ pode não ser um filme ‘cool’, nem sequer politicamente incorrecto, no entanto, isso não abala o seu vigor. É um relato sério que convida à reflexão. Certo é que Rachel Weisz está luminosa ao lado do promissor Max Minghella, filho do malogrado produtor e realizador Anthony Minghella, há um ano desaparecido.

Johnny Hallyday foi bem recebido em Cannes, pelo óptimo ‘Vengeance’, de Johnny To, uma variante urbana de um ‘western spaghetti’, ambientado nas ruas de Macau, repletas da presença portuguesa.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)