Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

António-Pedro Vasconcelos recebe Prémio Carreira

Distinção pelo trabalho que o realizador desenvolveu "em prol do audiovisual em Portugal", segundo a SPA.
22 de Maio de 2013 às 15:42
O realizador português António Pedro Vasconcelos recebe o Prémio Consagração de Carreira da Sociedade Portuguesa de Autores
O realizador português António Pedro Vasconcelos recebe o Prémio Consagração de Carreira da Sociedade Portuguesa de Autores FOTO: D.R.

O realizador António-Pedro Vasconcelos recebe esta quarta-feira, Dia do Autor, o Prémio Consagração de Carreira da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), conforme foi anunciado pelo Gabinete Cultural e de Relações Institucionais da instituição.

O galardão é entregue na cerimónia do Dia do Autor, em Lisboa, durante a qual será anunciado o Grande Prémio de Teatro da SPA e entregue o Prémio Pró-Autor, que reconhece o esforço de "personalidades individuais e coletivas, para a defesa e divulgação do trabalho dos autores portugueses".

O prémio de Carreira foi atribuído a António-Pedro Vasconcelos, pelo trabalho que desenvolveu "em prol do audiovisual em Portugal", segundo a SPA. O prémio foi criado em 1994, tendo distinguido, entre outros, Matilde Rosa Araújo, Raul Solnado, Fernando Lopes-Graça e Carlos Paredes.

Realizador e crítico de cinema, António-Pedro Vasconcelos, 74 anos, foi fundador do Centro Português de Cinema e estreou-se nas longas-metragens, em 1973, com "Perdido por Cem...", seguindo-se, entre outros filmes, "Oxalá" (1980), "O Lugar do Morto" (1984), "Aqui d'El-Rey" (1992), "Os Imortais" (2003), "Call Girl" (2007) e "A Bela e o Paparazzo" (2010). "Os gatos não têm vertigens" é o projeto que tem em rodagem.

Em 1999, com o filme "Jaime", sobre a exploração do trabalho infantil, ganhou o Prémio Especial do Júri, no Festival Internacional de Cinema de San Sebastian.

António-Pedro Vasconcelos foi presidente do antigo Secretariado Nacional para o Audiovisual, de 1991 a 1993, do Conselho de Opinião da RTP e um dos rostos do movimento contra a privatização da televisão pública, criado no ano passado.

Atribuídos pela primeira vez em 2009, os Prémios Pró-Autor distinguem, este ano o jornalista da agência Lusa Nuno Lopes e a realizadora do programa "À volta dos livros" da Antena 1, Ana Daniela Soares, entre outras figuras individuais, a anunciar durante a cerimónia.

O Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica, do Porto, a Escola António Arroio, em Lisboa, e o PEN Club são as entidades coletivas distinguidas este ano com o Prémio Pró-Autor.

Durante a sessão será apresentada a edição conjunta da SPA e da Imprensa Nacional-Casa da Moeda, de "A Teia", de Hélia Correia.

A entrega dos prémios realiza-se na Galeria Carlos Paredes, na SPA, em Lisboa, a partir das 18h00.

António-Pedro Vasconcelos Prémio Carreira realizador SPA dia do autor
Ver comentários