Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Aos 67 anos: Morreu Ralph MacDonald

O compositor e percussionista norte-americano Ralph MacDonald – autor de músicas como ‘Just the Two of Us’ (popularizado por Marvin Gaye) ou ‘Where is the Love’ (interpretado por Roberta Flack) – morreu domingo, aos 67 anos, vítima de cancro no pulmão. Conhecido como ‘o fantasma’, já que sem ser conhecido esteve por trás de artistas de grande sucesso – como James Brown, Paul Simon, David Bowie ou, mais recentemente, Amy Winehouse – começou a sua carreira aos 17 anos, quando Harry Belafonte o contratou para a sua orquestra como percurssionista.
23 de Dezembro de 2011 às 16:20
O compositor e percussionista iniciou a sua carreira profissional aos 17 anos, na banda de Harry Belafonte. Não resistiu a um cancro nos pulmões e morreu aos 67 anos
O compositor e percussionista iniciou a sua carreira profissional aos 17 anos, na banda de Harry Belafonte. Não resistiu a um cancro nos pulmões e morreu aos 67 anos FOTO: d.r.

E foi o próprio Belafonte que o desafiou a escrever – lançando-o para uma actividade que viria a provar-se muito lucrativa: aos 27 anos, Ralph MacDonald tornou-se compositor a tempo inteiro e uma das suas primeiras canções, ‘Where is the Love’, interpretada por Roberta Flack e Donny Hathaway, revelou-se um êxito estrondoso, vendendo milhões de cópias e ganhando dois prémios Grammy.

 

Durante as décadas seguintes, MacDonald continuou a escrever para grandes nomes da música – como Aretha Franklin, Bette Midler, Carole King, Billy Joel ou Ashford & Simpson – mas permanecendo sempre nos bastidores. De resto,

sempre disse que a fama não lhe interessava: “Sou, antes de mais, um músico”, respondia, invariavelmente.

 

Nascido numa família de músicos, Ralph MacDonald aprendeu a tocar vários instrumentos muito cedo. Ao morrer, deixa a viúva, Grace, dois filhos desse casamento (Nefra-Ann e Atiba), e outros dois do primeiro casamento, Anthony e Jovonni.

 

No funeral do músico, a que compareceram cerca de 300 pessoas – entre amigos e colegas – Roberta Flack interpretou a última canção gravada por MacDonald e agradeceu-lhe “por tudo”.

Cultura Música óbito Ralph MacDonald cancro no pulmão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)