Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

APREENDIDO MAIS UM LIVRO DE NASREEN

Taslima Nasreen, escritora e militante dos Direitos Humanos para a mulher, acaba de ver apreendido o seu mais recente romance pelas autoridades do Bangladesh.
27 de Agosto de 2002 às 23:24
A proibição, anunciada pelo Ministério do Interior, recai sobre a “publicação, venda e distribuição” de “Rajada de Vento” (“Utal Hawa”), romance que constitui a continuação de um outro, de nome “Infância no Feminino” (”Amar Meyebela”), tendo a Polícia dado ordens para confiscar todos os exemplares da obra em Bengali, apesar desta circular já em Calcutá, na Índia.

De acordo com a declaração oficial, o novo título da escritora contém comentários hostis ao Islão e susceptíveis de perturbar “a harmonia social e política” do país.

Recorde-se que a actual coligação no poder do Bangladesh integra um partido reconhecidamente fundamentalista... Ameaçada de morte e alvo de mandados de captura por grupos fundamentalistas, desde que, em 1993, publicou “Vergonha” (”Lajja”), que Nasreen vive exilada na Suécia.

Não obstante, a sua voz não se cala, a sua escrita também não... E são cada vez mais frequentes as suas deslocações à Índia, país onde os seus livros não param muito tempo nas livrarias.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)