Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Armada britânica domina em noite de rock e nostalgia

The Horrors e Peace brilharam na noite em que os portugueses The Glockenwise abriram a festa na vila minhota.
17 de Agosto de 2013 às 01:00
Garage rock dos The Horrors foi bem recebido pelo público
Garage rock dos The Horrors foi bem recebido pelo público FOTO: Pedro Martins

O rock, nas suas mais diversas variações, e a eletrónica marcaram a quarta noite do Festival Paredes de Coura, mais uma vez dominada pela armada britânica. Um dos momentos altos foi a nostalgia provocada pelo regresso dos Echo and The Bunnymen.

Às 21h35 em ponto acenderam-se as luzes do palco principal e ouviram-se os acordes. O público reagiu com os primeiros gritos da noite no anfiteatro natural de Paredes de Coura. Era o garage rock dos The Horrors. Os britânicos abriram o concerto ao som de ‘Mirror’s Image’, mas foi o tema ‘Still Life’, o mais conhecido da banda, que arrancou mais palmas do público.

A noite em Paredes de Coura, a mais fria desta edição, obrigou os festivaleiros a tirarem das mochilas os agasalhos antes de irem para o recinto. Onde, ao contrário da noite anterior, havia menos público, e mais gente sentada na relva, apenas a sentir o efeito do garage rock britânico.

Antes dos The Horrors já os também britânicos Peace tinham subido ao palco. A banda passou por Portugal a meio da digressão mundial que já os levou a um dos maiores festivais do Mundo – o Glastonbury. Os acordes fortes e o som limpo provocaram um final de tarde com uma grande sonoridade de indie rock. O grupo de Harrison Koisser teve o momento alto com ‘Blood-shake’. Público ouviu e aprovou.

A grande responsabilidade de abrir o palco principal coube aos portugueses The Glockenwise. Eram 18h00, o sol ainda estava forte e a grande maioria dos festivaleiros estava junto à praia fluvial do Taboão, quando o garage rock da banda de Barcelos começou a entoar. O quarteto de miúdos, que costumava assistir aos concertos junto à relva, esteve à altura do desafio. Mas o nome mais ansiado da noite, os históricos Echo and The Bunnymen, só entrou em palco depois das 23h00, já após o fecho desta edição. A banda britânica, que marcou a década de 80, levou a nostalgia a Paredes de Coura. O domínio britânico ficou completo com os Simian Mobile Disco, que encerraram a noite.

Para hoje Paredes de Coura recebe os norte-americanos Calexico. Estes disseram que gostavam de atuar em Paredes de Coura e a organização fez-lhes a vontade. A noite continua com a música dos cabeças de cartaz, Belle and Sebastian.

LEIA TUDO NA EDIÇÃO DE HOJE DO CM

Paredes de Coura The Horrors Peace Glockenwise festival música rock
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)