Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

Assassino de Malcolm X libertado

Após 44 anos de cadeia, Thomas Hagan, o assassino do activista dos direitos humanos, Malcolm X, foi posto em liberdade condicional.
28 de Abril de 2010 às 13:27
Malcolm X
Malcolm X FOTO: Direitos Reservados

Actualmente com 69 anos de idade, Hagan, que assassinou Malcolm X em 1965, com outros cinco suspeitos, afirma-se arrependido e com muitos remorsos. Dos três acusados, havia sido o único a assumir-se como culpado e, como tal, foi o único que não teve direito a liberdade condicional, tendo-lhe sido negada dezasseis vezes, desde 1984.

Hagan encontrava-se no estabelecimento penitenciário de Nova Iorque, no qual já só passava duas noites por semana. Isto, porque tinha recebido permissão para passar as outras cinco noites com a sua família, no Sunset Park, em Brooklyn, nos Estados Unidos, após conseguir um emprego estável, no qual se encontra há sete anos.

Thomas Hagan  assassinou Malcolm X a 21 de Fevereiro de 1965, enquanto este discursava numa reunião da Organização dos Afro-americanos Unidos, em Manhattan, perante um multidão de 400 pessoas. Dos cinco assassinos, as testemunhas apenas conseguiram identificar três.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)